Marcas de infância

Ela quer subir em árvores, descer nos morros de terra… descobrir seus limites… Brincar! Ser criança!

É aventureira e cada dia quer subir mais alto. “Mamãe, fica olhando”; e fico mesmo, e coloco a mão e tento segurar, medindo a altura e a possibilidade ou não da queda.

A mim cabe, estar ali, acompanhar e respeitar. São suas experiências, suas descobertas, seu tempo… seu brincar!

E cair e se machucar também fazem parte do processo! Continue lendo “Marcas de infância”