Primeira Infância

É assim que nas pesquisas se denomina os primeiros anos de vida de um ser humano!

Período este marcado por muuuitos processos e desenvolvimento.

Podemos dizer que é a fase determinante tanto para a capacidade cognitiva quanto para a sociabilidade do sujeito, visto que o cérebro absorve todas as informações, (o HD está limpinho rs) as respostas são rápidas e duradouras. Segundo especialistas, as crianças nesta fase precisam de oportunidades e estímulos, para que possam desenvolver cada uma de suas aptidões.

Continue lendo “Primeira Infância”

Emprestar, dividir, compartilhar, doar…

As vezes exigimos das crianças coisas que nem nós adultos conseguimos fazer e em determinados momentos não precisamos mesmo fazer, por questão de respeito próprio.

Queremos que nossos filhos interajam e tenham relações sociais e isso é super saudável e necessário! Mas as relações são meio complicadas – expectativas nossas e dos outros, cobranças por comportamentos socialmente aceitos nossos e dos outros… Um monte de regrinhas que vamos absorvendo e ou criando ao longo da vida sem as vezes parar e pensar… Mas e eu? Eu quero isso? Me sinto bem com essa ação ou re-ação?

Continue lendo “Emprestar, dividir, compartilhar, doar…”

QUANDO SURGE A DISLEXIA?

A dislexia é um transtorno de aprendizagem, o qual é difícil para os pais entenderem. Por que aquela criança linda e saudável, que até então se desenvolvia tão bem, começou a apresentar tantas dificuldades na escola? Em certos casos as dificuldades extrapolam o ambiente escolar e ainda causam dificuldades de interação com crianças da mesma idade. O fato é que a dificuldade não surge naquele momento. As crianças já nascem disléxicas, entretanto, a manifestação típica na leitura ocorre por volta dos 6/7 anos, quando já seria esperada a concretização do processo de alfabetização. Geralmente é a escola que sinaliza as dificuldades e observa rendimento aquém ao da turma.

Continue lendo “QUANDO SURGE A DISLEXIA?”

Transformações, mudanças, conquistas e escolhas

“E preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas! – disse a Rosa ao Pequeno Principe”

Transformações, mudanças, conquistas, escolhas… Para chegar ao alto é preciso subir os degraus! As vezes cansa, muitas vezes sozinhos…

Mas a vista do topo é no mínimo a recompensa de ter subido, de não ter desistido!

Continue lendo “Transformações, mudanças, conquistas e escolhas”

Saúde Mental Infantil e nossa atenção

Há pouco tempo nos assustamos com a “baleia azul” e depois uma outra onda e o mais atual é o App SimSimi e mais uma vez nos aterroriza com casos de suicídio de crianças, adolescentes e jovens.
A semelhança entre eles?
Cativam as crianças. Prendem a atenção. Conquistam sua confiança e ganham espaço e tempo com eles até que um dia “pedem” suas vidas como prova de amor 🤤
Prestou atenção nas palavras?
Cativar – Prender – Conquistar

Continue lendo “Saúde Mental Infantil e nossa atenção”

Ser criança e crescer brincando

“O que a psicanálise nos diz de mais importante a respeito das pessoas? Ela nos fala a respeito do inconsciente, da vida profunda e oculta de cada indivíduo humano que tem raízes na vida real e imaginária da infância mais precoce.” *

E o que isso nos diz enquanto pais, mães, educadores?

Que o que a criança vive enquanto criança fica registrado e faz parte do adulto que será e mais, influenciará diretamente seu comportar e agir quando crescer.

Então, é por isso que insistimos que a criança precisa brincar, fantasiar, imaginar, criar e ser criança e agir como criança. E assim ela vai se desenvolver, assim vai crescer, aprender e formar cada parte de sua persona.

Agir como criança também é chorar quando não consegue dizer;

Agir como criança também é querer brincar e não ter noção da hora de tomar banho, ir para a escola, almoçar…

Agir como criança também é tentar brigar pelo que quer e não saber como e chorar mais;

É cansativo para nós adultos sim, eu sei, e como!

Mas, coloque se no lugar dela… existe coisa melhor do que se entregar a uma coisa que dá prazer sem preocupar com nada a mais? Isso é brincar! Continue lendo “Ser criança e crescer brincando”

Moana e nossas crianças

“Há muito, muito tempo, um semideus chamado Maui roubou o coração de Te Fiti, a ilha-mãe, desequilibrando a natureza e espalhando escuridão em toda a Terra. Se, desde então, ninguém deixou a ilha de Motunui e navegou pelo mar, como Moana poderia se aventurar? Ela não sabe velejar, não faz ideia do que há além dos recifes ou nem mesmo onde encontrar Maui! Mas o coração precisa ser restaurado a qualquer custo, e o oceano escolheu Moana para fazê-lo. Será que ela vai provar que o oceano está certo?”

Moana o filme

Moana nasce em uma tribo de uma ilha na Polinésia, que estava com os alicerces abalados, por medo e tragédias no mar, não mais navegavam; pelo desequilíbrio na natureza os alimentos já estavam escassos e com má qualidade, modificando a rotina e os costumes do povo. A Futura sucessora ao cargo de chefe da tribo cresce vendo seu pai como chefe, resolvendo todos os assuntos para o bem do povo e sua avó lhe passa as tradições e costumes vigentes.

Moana tinha uma missão: ser a chefe daquele povo. Ela assumiria o “trono” de qualquer forma, era a única candidata a sucessão de seu pai. O que fez a diferença? Continue lendo “Moana e nossas crianças”

Sobre as crianças e as dificuldades com “as coisas da vida”.

Desde sempre as crianças percebem o que acontece em seu ambiente familiar. Não é a toa que meu “velho” e “adorado” Winnicott já defendia a importância da atenção e cuidados nos primeiros anos de vida da criança, e a mega importância que sempre deu ao olhar da Mãe e das relações familiares saudáveis.

Sabemos que nem tudo são flores e vivemos uma realidade bem dolorosa para adultos e crianças.

Tempos de trabalhos difíceis, de muitas horas no transito e consequentemente fora de casa e do contato com os filhos, além das questões que envolvem separações do casal e novas formas de constituição e novas famílias… Continue lendo “Sobre as crianças e as dificuldades com “as coisas da vida”.”